Especial Maquiagem: A história


Oi corações!
Conforme prometido, o especial sobre maquiagem estreia hoje! Começando com a história em si, passando sobre itens básicos, diferenciação dos pincéis, como preparar a pele e muito mais. Espero que gostem!
A maquiagem, como nós normalmente imaginamos, não é algo novo. Muito pelo contrário. Desde os egípcios que a maquiagem ganhou força, justamente com o famoso KOHL (hoje em dia, temos inspirado o delineador kajal) que era usado ao redor do olho para protegê-lo de poeiras e areias do Egito Antigo. Ela era (e é!) ferramenta para exaltar a beleza da mulher, tendo o poder até mesmo de disfarçar pequenas imperfeições e aumentar sua auto-estima.
Assim como a moda, a maquiagem também possui sua linha cronológica, marcada por seu uso:
Pré-História: A maquiagem já era utilizada em cultos funerários e cultos à fertilidade.

Mesopotâmia: Surgem os primeiros vestígios do uso do batom, pulverizando minérios para decorar os lábios.

Egito antigo: As egípcias usavam pigmentos extraídos de algas vermelhas para colorir os lábios e o KOHL ao redor do olho.

Europa Medieval: A maquigem foi proibida pela igreja Católica por ser algo supostamente criado pelo mal.

Inglaterra da Rainha Elizabeth I: O sinônimo de beleza era o uso de batom vermelho (feito de cera de abelhas e algas) combinado com pó branco por toda a face. Somente a realeza tinha o poder de usá-lo.

Final do século 19: Surge o batom em bastão, criado por uma empresa de cosméticos francesa Guerlain ;

Anos 30: Sobrancelhas finíssimas, ou depiladas e redesenhadas com um lápis, igualmente fino. A tendência eram olhos marcantes. Você pode ver o reflexo dessa época até em desenhos animados, como A Branca de Neve;

Anos 40: Batom vermelho e lábios bem contornados, assim como moças de cabaret francês. Inspiração: Moulin Rouge;

Anos 50: Palidez da pele ficava por conta do pó de arroz e se usava boca vermelha. Inspiração: Marilyn Monroe;

Anos 60: Pele e olhos apagados chamando a atenção para os olhos marcados pelo delineador e longos cílios. Inspiração: Audrey Hepburn;

Anos 70: Sombras coloridas em tons que lembravam à natureza, como verde, amarelo, rosa e cílios longos e separados. Inspiração: Farah Fawcett;

Anos 80: Boca vermelha, uso do blush cor tijolo e sombra azul. Inspiração: Madonna de 1980;

Anos 90: Maquiagem neutra realçando apenas os traços bonitos. Inspiração: Cindy Crawnford;

Novo Milênio - 2000: Praticidade era o lema, então, um batom básico, gloss e rímel já o suficiente. Inspiração: Gisele Bundchen;

2010-Atual: A maquiagem acompanha seu humor.


Apesar das tendências serem criadas a cada minuto, você deve respeitar seus limites. Talvez você não goste de um batom azul, mas ele é a tendência da temporada, portanto, o que vale é o seu conforto. A maquiagem deve ser algo benéfico para você! Inclusive, hoje em dia temos produtos de alta tecnologia que também possuem protetor solar incluso e até mesmo anti-envelhecimento. Wow, maquiagem, você é demais!

CONVERSATION

0 comments:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e o mais breve possível ele será respondido! ♥

Página Anterior Próxima Página Home
Mayara Dionisio Foto&Afeto
Back
to top