Intercâmbio: Diário - Conhecendo a Família

My american lovely bedroom

Oi pessoal! Continuando o Diário do Intercâmbio, hoje trago pra vocês o #2. Enjoy!

Primeiro Dia:
Logo que eu saí do aeroporto, demorei horrores para encontrar o transfer que havia contratado aqui, direto do Brasil. Horrores, eu digo, uns 50 minutos depois que já tinha sido liberada do aeroporto. No momento em que encontrei uma senhora com duas crianças, com um papel escrito "Kaplan", sabia que era ela. (Na verdade, não sabia. Mas pensei "tem que ser ela. Se não estou com sérios problemas"). Saí do aeroporto acompanhando ela e suas duas meninas pequenas. O driver do transfer teve um problema com o carro, e ela era esposa dele. Então, o jeito pra não deixar "a estudante" sozinha, foi ela ter ido me buscar. Moça super simpática, ainda me fez um tour rápido sobre os principais lugares saindo do aeroporto. Apesar do atraso, gostei muito!

Quando eu percebi que estava chegando na casa (Salve, Google Maps!), meu coração disparou. Era ali que eu ia morar, com aquela família. Frio na barriga dominou aquele momento. A senhora do transfer percebeu meu nervosismo, e quando saí do carro, ela mesma fez questão de ir até a porta da casa e apertar a campainha. Quem abriu a porta foi minha host sister, a Eli, junto com a Bailey (a cadela mais linda do mundo!) e o Jack, seu sobrinho. A minha recepção foi interessante, mas como eu estava muito cansada, nem deu pra prolongar muito a conversa. rs. A Eli logo me mostrou a casa, e o mais importante: meu quarto. E ele era lindo. Todo decoradinho, com muitos detalhes e uma estante de livros no lugar da cabeceira da cama #asleitorapira

Devido ao cansaço da viagem, acabei capotando sentada na cama. Quando acordei, tive uma sensação horrível de não saber onde estava, e nem o que estava fazendo ali. Porém, quando eu lembrei que eu realmente estava ali, nos Estados Unidos pra estudar, como um presente de Deus, acabei me acalmando. (E me acostumando com o fuso-horário! -3 horas com relação ao horário de Brasília)



Hora do Jantar
Logo depois de um tempo, conheci a minha host mother, Grisel. Pessoas incríveis e muito amáveis! A Eli me levou para comprar um chip internacional para poder fazer ligações ilimitadas para o Brasil. Parece até história de gente doida, né? Mas é verdade! Logo faço um post com dicas sobre ligações internacionais. No meu primeiro dia, a Grisel fez frango com curry e algumas especiarias indianas, arroz, salada de tomate com mussarela fresca, acompanhado de suco de grapefruit. Pro jantar, os avós da família vieram me conhecer. Achei maravilhoso conhecer tudo assim, todo mundo de uma vez só. Foi incrível! Tomei banho, coloquei meu pijama, organizei minha mala e meus pertences, e acabei indo dormir logo após o jantar. O dia foi intenso!


Segundo dia:
Acordei no dia seguinte com uma sensação esquisita, e com meu celular vibrando. Era uma mensagem do WhatsApp, me avisando que minha avó havia acabado de falecer de um ataque no coração. Entrei em desespero, e mal conseguia sair do quarto. Esse foi o único dia em que cogitei a hipótese de voltar ao Brasil, pois foi um momento extremamente difícil, ainda mais quando tem que se lidar com isso à distância. Meu modo de lidar com o fato foi manter constante comunicação com minha família brasileira, e não pensando muito no fato. Deixei pra lidar com isso na minha volta. Bom, a minha família americana acabou sendo muito compreensiva comigo, me ajudaram, fizeram café da manhã, cuidaram de mim, e ainda me levaram para passear, para me distrair durante o pior dia da viagem. 

 Logo de manhã, quis visitar a igreja local, chamada de "Christ Journey Church". Uma igreja muito acolhedora e tranquila, com uma arquitetura externa linda e pessoas muito receptivas. Lá, eles tem algumas coisas bem diferentes comparadas as igrejas daqui, como por exemplo, eles disponibilizam em cada assento uma Bíblia, caso a pessoa não tenha tido a oportunidade de levar a sua própria. Assim que entrei na igreja, um senhor chamado Natan veio me cumprimentar, e quis saber de onde eu era. Como disse que era minha primeira vez no país e também na Christ Journey, ele me deu uma mochila (sim, uma mochila!) cheia de livros, panfletos, chaveiros, e tinha até uns christmas canes dentro. Foram todos muito gentis e amáveis. Super recomendo para quem estiver em Coral Gables! Depois do culto, a Grisel perguntou se havia algo em especial que eu queria provar, e sem pensar duas vezes eu respondi "hamburger!". Ela me levou para comer o famoso "american hambúrguer", em um restaurante na avenida Miracle Mile (também em Coral Gables), chamado de "Latin Burguer and Tacos". A decoração do lugar foi a coisa que mais me chamou atenção. Muito rosa e preto, com o menu escrito em forma de lousa, com quadros de personalidades em preto e branco por todos os lados. Além do ambiente, o hambúrguer é delicioso! Meu pedido foi o "gringo burguer", um hamburguer típico americano, com bacon, queijo, molhos típicos, e um pouco de pimenta, acompanhado de um shake de chocolate delícia. 


Depois do almoço, a Grisel perguntou se havia mais algum lugar que eu gostaria de conhecer. Respondi sem pensar "Forever 21!!!!". Ela me levou no Dolphin Mall para conhecer a Forever 21, mas isso é matéria pra outro post. rs.

Depois do dia tentando me distrair, jantamos ao chegar em casa e logo fui para minha cama. Tudo o que eu tentava era digerir todas informações ganhas nessas últimas 48 horas... A chegada, a partida, a vida. Do jeito que ela é.

Trocando de canal de madrugada, desisti no canal 1050. Achei um absurdo de fantástico eles terem tantos canais assim, mas minha tendinite já estava gritando de trocar de canal 1050 vezes. Então, coloquei no canal 1 e voltei. Ao todo, a tv a cabo da AT&T possui simplesmente 9.999 canais. E eu não achei nenhum que fosse brasileiro! rs. Amei saber que a Nickelodeon tem um canal especial para seriados e desenhos dos anos 90. Era ali que a TV ficava ligada o dia todo! Amei...

Grisel e Eli! 

Próximo post: Diário - Primeiro dia de aula #3

Obrigada por tudo, pessoal! Vocês são fantásticos!








CONVERSATION

Página Anterior Próxima Página Home
Mayara Dionisio Foto&Afeto
Back
to top