Resenha: Orgulho e Preconceito, da Jane Austen

Sinopse: Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína — recompensada, ao final, com uma felicidade que não lhe parecia possível na classe em que nasceu.

Editora: Nova Fronteira
Ano: Edição de 2011
Páginas: 374
Autora: Jane Austen




Resenha: Eu sou APAIXONADA pelo filme com a Keira Knightley. Já perdi a conta de quantas vezes eu assisti... Não só pela mensagem fantástica que o filme nos envia, mas também por Mr. Darcy... (Convenhamos, qual é a mulher -em sã consciência- que não se apaixona pelo personagem tão bem inventado para os padrões femininos, que no começo foi incompreendido, mas no final, foi tão romântico?). Confesso que este clássico estava na minha wishlist havia muito tempo, mas sempre que ia comprar um livro, me deparava com taaaaaantos, que ele sempre ficava de lado... Até que um dia, decidi. Comprei vários livros de uma vez, e esse foi um deles.

Eu NUNCA imaginei que o livro, apesar de tão antigo, ainda definiria muitos padrões de hoje em dia, padrões que o longa-metragem não capta. Eliza (virei íntima, ok?) é, realmente, uma heroína. Não por ter salvo vidas ou ter resgatado um pobre gatinho do topo de uma árvore, mas por ter sido sincera e ter feito a diferença na sociedade, em tempos em que ser igual era nobre. O romance dela com o Mr. Darcy vai além das expectativas do leitor, e é, exatamente o tipo de livro que você se imagina dentro das situações, dos bailes, dos passeios à cavalo, etc. Por ser antigo, não imaginei que ele seria tão bem narrado e apaixonante. Eu demorei um pouco para terminar a leitura, pois é preciso muita atenção pra não deixar nenhum detalhezinho passar. ♥

Sobre a edição, comprei a Saraiva de Bolso, por realmente ser menor do que as outras edições, e fácil de colocar em qualquer bolsa, levar nas mãos, guardar no porta-luvas do carro, enfim. Achei o espaçamento e as páginas muito bons, mas o que deixou a desejar foi a qualidade da capa. Um dia, eu tomei chuva e minha bolsa molhou um pouquinho... Bastou para que a capa se desintegrasse e soltasse tinta verde para tudo quanto foi lado, manchando desde o livro, até a minha própria bolsa e outros papéis que estavam por perto, rs. 

Aconselho MUITO comprar, se você gosta de clássicos, e se encanta pela cultura européia.

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário e o mais breve possível ele será respondido! ♥

Tecnologia do Blogger.